Ted – Crítica


Seth Macfarlane criador da genial Uma Família da Pesada (Family Guy) estreia nos cinema em Ted, dirigido e escrito por ele.  Sucesso de público e da crítica internacional, o filme é bem no nível da série, conseguindo manter o padrão de comédia de Macfarlane.

O filme começa com John Bennett, um garoto sem muitos amigos, até que um dia deseja que seu ursinho de pelúcia ganhe vida para lhe fazer companhia, e é o que acontece. E assim, nasce um “bromance”.

Com o tempo eles acabam crescendo e se tornando dois adultos relaxados, que passam boa parte do tempo fumando maconha, bebendo cerveja e falando palavrões.

Os dois amigos são interpretados por Mark Wahlberg e o próprio MacFarlane, responsável pela voz e movimentos do brinquedo, recriados digitalmente utilizando a tecnologia de performance capture – a mesma que deu vida ao Gollum, interpretado por Andy Serkis na trilogia O Senhor dos Anéis.

John está em um relacionamento sério com Lori (Mila Kunis), que, mesmo se dando bem com Ted, sonha ver seu namorado ficando um pouco mais independente de seu melhor amigo e ter um relacionamento mais sério com ela, então chega o momento do “ou ele ou eu”.

Mark Wahlberg, que já vinha buscando uma aproximação com o humor em seus últimos trabalhos como Uma Noite Fora de Série e Os Outros Caras, se sai muito bem na pele de John. Ele dá ao personagem uma aura de adorável vagabundo, tendo ótima química com Mila Kunis e com o ursinho, fazendo a amizade dos dois lembrar bastante a dos protagonistas da série Wilfred.

Com o roteiro politicamente incorreto, Ted consegue arrancar risadas do público constantemente, com inúmeras referências engraçadíssimas à cultura pop e celebridades como Norah Jones, Susan Boyle, Katy Perry, Taylor Lautner e até Peter Griffin, entre outros; seu linguajar bem pesado e vulgar restringe o filme, tendo classificação de 16 anos, portanto, não leve seu filho de 11, né deputado?

E claro, algumas fórmulas logo lembram o desenho que sempre ridiculariza o universo norte-americano ou sugere situações absurdas, como a luta de John e Ted, destruindo o quarto, muito parecida com as lutas entre Peter Griffin e o Frango Gigante, as de Brian vs Stewie, entre outras.

A história de amor entre John e Lori apenas serve para dar suporte aos comentários absurdos de Ted, que faz o papel de um Brian (personagem do cachorro no desenho de Seth) no filme, um ser descontextualizado no meio dos humanos, que tenta agir como se fosse um.

Uma participação no filme merece destaque, a de Sam Jones que brinca com seu clássico personagem Flash Gordon, nos trazendo uma das melhores cenas do filme.

Um dos pontos negativo é o vilão Donny, interpretado pelo ator Giovanni Ribisi, não conseguindo se encaixar de maneira convincente na trama, deixando para os minutos finais a resolução do obcecado fã do ursinho Ted, que tenta roubá-lo de John para dar a seu filho.

O roteiro, de MacFarlane e seus habituais comparsas de Family Guy, Alec Sulkin e Wellesley Wild, parece ser uma sitcom por ter tantas piadas, uma após a outra, deixando um pouco a trama de lado, tendo como objetivo principal fazer com que você role de rir no cinema.

O longa já arrecadou mais de US$ 200 milhões no mercado norte-americano, desbancando “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” ao ser exibido na Europa e na Ásia. Já confirmado que terá uma sequência.

A imaginação não deve sofrer com limites ou barreiras. Quando bem executada por pessoas talentosas, toda ideia pode se transformar em algo bacana.

A comédia do ano até agora!!

Nota: 9

Anúncios

Sobre Guilherme Awesome Dude

Fanático por games, filmes séries e pelo Palmeiras, além de um bebedor de cerveja que não recusa um convite para se divertir com os amigos, desde que o líquido esteja gelado.

Publicado em 29 de setembro de 2012, em Filmes e marcado como , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Poxa, estou doida pra assistir. Só preciso de um tempinho pra ir ao cinema, mas com certeza sua crítica me animou. =)

  2. Muito bom esse filme. Setch McFarlane uma mente brilhante, não só por conta de Ted mais com todas saus produções. Family Guy, American Dead etc…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: